Pular para o conteúdo principal

Itapecuru: bombeiros resgatam corpo de adolescente que estava desaparecido há 04 dias

Bombeiros localizaram e resgataram das águas do rio Itapecuru na manhã deste sábado (25), o corpo de um adolescente de Itapecuru Mirim que estava desaparecido desde a última quarta-feira (22).   

Wellison David de Castro, de 16 anos, conhecido como B, mora na cidade de Itapecuru Mirim de onde desapareceu na última quarta-feira. Desesperados familiares do jovem espalharam fotos e mensagens nas redes sociais na esperança de encontrar Wellison com vida. Informações de que pescadores teriam ouvido tiros e gritos nas margem do rio Itapecuru durante a noite, levou a família a suspeitar que o adolescente teria sido assassinado e jogado nas águas.    

Na manhã deste sábado  uma equipe da 3ª Companhia Independente de Bombeiros Militares do Maranhão, sediada em Itapecuru-Mirim, encontrou o corpo do adolescente boiando nas águas do Itapecuru. Conforme o  Delegado de plantão que acompanhou as buscas, o corpo de Wellison deve ser encaminhado para o IML onde deve ser identificada a causa da morte, já que a suspeita e que ele tenha sido assassinado. 

A vitima teria varias passagens pela polícia, O adolescente teria sido apreendido recentemente como suspeita de participação do assassinato de Jefferson Lago, filho de Nato Lago da SUCAM, morto a tiro no inicio da noite de terça-feira, 15 de novembro de 2016, em frente a Panificadora Brasil em Itapecuru Mirim no momento em que descia de sua motocicleta.ENTENDA O CASO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Miranda do Norte participa do Encontro de Gestoras de Políticas Públicas Municipais para as Mulheres

- Encerramento com a presença da Deputada Valeria Macedo, Procuradora da Mulher na Assembléia Legislativa -  A Secretária Municipal da Mulher, Nathaliane Aguiar e a coordenadora municipal, Milka Amorim participaram nos dias 14 e 15 de fevereiro,  no auditório do Convento das Mercês em São Luís,  do Encontro de Planejamento Estratégico para Organismos de Políticas Públicas para Mulheres do Estado do Maranhão.

Maranhense de Matões do Norte é morta a facadas em Campinas SP

Uma maranhense de 36 anos foi assassinada a facadas  na cidade paulista de Campinas. A mulher é natural de Cantanhede e seus pais moram em Matões do Norte onde o corpo deve ser sepultado. A vitima morava há  cerca de seis anos em Campinas (SP). Edna Maria da Silva de Sousa, foi morta  na tarde de quinta-feira (23),   dentro de  um ônibus da linha 197 (Jardim Marisa), em Campinas (SP), e teve o corpo abandonado  na altura do Km 86 da Rodovia Engenheiro Miguel Melhado Campos (SP-324). Edna foi atingida   com cerca de 14 facadas no tórax e nas costas.   O corpo da vitima foi encontrado graças a uma testemunha que viu o veículo fazendo o retorno e abandonando corpo no local. Após a denuncia, policiais foram até o local onde encontraram a vitima ainda com vida, socorrida ela não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital. O ônibus onde ocorreu o crime foi localizado pela policia na garagem da empresa.  O principal suspeito de assassinar Edna Maria é o motorista do ônibus,  e

COVID-19: Miranda do Norte flexibiliza regras de funcionamento das atividades econômicas

Estabelecimentos comerciais que ofertam serviços considerados não essenciais no município de Miranda do Norte podem retornar suas atividades, a partir desta quinta-feira (16), restaurantes e lanchonetes também voltam a atender o público.  A medida de flexibilização das regras de funcionamento das atividades econômicas no município foram anunciadas nesta quinta-feira (16), através do Decreto 017/2020 GP, publicado na edição 649 do Diário Oficial do Município. ACESSE AQUI O Decreto 017/2020 O Decreto condiciona o funcionamento destes estabelecimentos ao cumprimento de regras e requisitos previamente estabelecidas e que devem ser seguidas a risca sob pena do fechamento compulsório do estabelecimento. Vale destacar a obrigatoriedade do uso massivo de máscaras, de qualquer espécie, inclusive de pano (tecido), confeccionada manualmente, como medida preventiva de evitar a transmissão comunitária da COVID-19. Para ter acesso aos estabelecimentos considerados como essenciais